terça-feira, 25 de junho de 2013

Tapete de Arraiolos - "flor de abóbora"

Finalmente ficou pronto o meu tapete de Arraiolos... 
começado há uns anos... e terminado agora. 
Como vos disse, já não tinha coragem nem forças para preencher o fundo branco, por isso dei a fazer essa tarefa.  Não querendo desvalorizar este trabalho final, confesso que também tive muito trabalho, porque bordei tudo o que é desenho, com a agravante de ter escolhido um modelo que vinha muito mal explicado e com erros, na revista que aqui mostro. 
Ainda assim acho que consegui fazer uma bela obra,
modéstia à parte!!!...
  Num post anterior coloquei as medidas e a fase anterior a esta.
Aqui em pormenor... mas, por favor, não me peçam a receita!!!
Quem se quiser aventurar terá de ampliar a foto!...
 Aqui o avesso, com o cartão da loja onde foi acabado,
 com grande perfeição, tanto no enchimento como na franja.
Na minha parte, com alguns "gatos" e batotas... 
também não me saí nada mal... 
 A revista, que até é muito boa, com trabalhos lindíssimos,
trazia o esquema diferente do tapete que aparecia na foto.
Algumas cores do tapete da revista
  não correspondiam às do esquema.
Ainda tive mais essa tarefa árdua: tentar retificá-las!
  Mas os reveses por que passei até terminar os motivos,
embrulhada entre acetatos, correção de desenhos e retificação de cores...
conduziram-me a este glorioso final!
Parabéns a mim mesma... e à senhora que nele colaborou.
Agora tenho um tapete bonito e muito valioso!
Como eu aprecio o que sai bem!!!
UM ABRAÇO




segunda-feira, 24 de junho de 2013

Massada de peixe

Regressada de fim de semana na praia, apesar de não ter posto pé na areia... 
pois seria, por certo, arrastada pelas rajadas fortes e fustigada pela areia que era arremessada contra as dunas pelo vento em fúria.
Lembrei-me de mostrar este prato que uma vez comi num restaurante de praia, na Gala, perto da Figueira da Foz. Na altura desconhecia-o e até pensei que não fosse grande coisa...
mas é bom!
 Pode ser confecionado com qualquer peixe e enriquecê-lo com mariscos.
Este meu, com pouca piada, foi feito com o que havia neste dia no congelador: pescada e ovas de bacalhau.
Mostrando apenas em fotos as etapas por que foi passando, verão como é tão fácil, rápido e baratinho!
Além da cebola, alho, polpa de tomate e água de cozer o peixe, com uma fl de louro, juntei sal com temperos, orégãos e uma pitada de pimenta caiena. 
A verdadeira massada deverá ficar com a consistência do arroz malandro, ou seja, com muito molho.
Mas às vezes faço assim... para variar!
Antes comêmos uma sopinha de couve!...
Não tenho feito grandes trabalhos. Trago um hardanger entre mãos e tenho umas costuras que estão a aguardar
o dia do S. Nunca!!!
Já tenho em casa o meu tapete de Arraiolos... mostrá-lo-ei na próxima edição.
Por agora só vos digo que está lindo!!!
Convido quem aqui me visita a espreitar:
AQUI.
UM ABRAÇO

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Cruzeiro - em Ancona - Itália 08.junho 2013

Ainda na Itália, desembarcámos em Ancona no dia seguinte.
 Eu gostaria de mostrar muitas fotografias...
 Não falarei sobre os lugares por onde passámos. 
Essa informação tornar-se-ia aqui enfadonha, uma vez que poderá ser encontrada num breve clic, ou entre páginas de livros, muito mais completa e bem explicada do que por mim... que fui só passear e distrair-me  sem a preocupação de acumular informação que, dali a pouco, sei que estaria esquecida!!!...
 Por isso me cinjo a mostrar fotografias, compartilhando convosco algumas das imagens por onde os meus olhos viajaram descontraidamente.
No cimo da colina, a catedral de S. Ciríaco.
 Chegámos lá perto, mas o caminho era muito íngreme e ficámos um patamar abaixo...
antes que os nossos corações saltassem do peito!...
Outro plano da catedral. Ainda subimos mais um pouco, 
mas a escadaria tinha muitos degraus... 
Como não podia faltar, porque a sede e o calor assim o exigiam...
 uma cervejinha para 2 copos... 
e logo a seguir outra... para os mesmos 2 copos já vazios!
Às 14:30  all on board!
À noite houve espetáculo e jantar de gala, à mesa com os nossos amigos Walter e Leonora, único casal chileno a bordo.  Simpáticos, divertidos... mais uns amigos de cruzeiro que ficaram instalados no nosso coração, com promessas de troca de correspondência e de fotografias. 
No dia seguinte chegámos a Dubrovnik. 
Colocarei no meu outro blogue algumas imagens.
Até lá quero agradecer as visitas e os comentários 
e cumprimentar as novas e sempre bem-vindas seguidoras.
UM ABRAÇO


segunda-feira, 17 de junho de 2013

Cruzeiro pelo Adriático, de 7 a 14 de junho, 2013

Voámos do Porto para Lisboa de madrugada e logo depois para Veneza.
Tudo dentro dos horários, sem stress, com boa disposição, como convém a quem quer apenas descansar em programa diferente, fora da rotina habitual.
Há alguns anos tínhamos andado pela linda cidade, conhecendo-a por dentro, percorrendo ruas estreitas e canais, visitando monumentos e explorando quase tudo com a veemência própria da juventude de então.
Desta vez, muitos anos depois e em perspetiva diferente, conhecêmos a belíssima Veneza do alto do barco, que zarpou à tardinha, percorrendo o grande canal, embalando-nos pelo Adriático.


Mas chegados a bordo, era urgente saciar o apetite que começava a fazer-se sentir.
Até parece mal falar de comida numa hora destas... mas eram 4 horas da tarde e estávamos a pé desde as 3 e meia da manhã, tendo ingerido apenas umas coisinhas que facilmente pedem outras! 
Assim sendo, mostro-vos o 1º assalto ao buffet... sem a mínima preocupação quanto a verdes e crus!!!...
Logo a seguir fomos até ao último deck para ver a magnífica cidade que sempre nos deslumbra.
As fotografias que captei com a minha pobre máquina, passando à câmara do telemóvel na falta de bateria, não fazem jus à magnífica visão que íamos tendo desta romântica e belíssima cidade.
E essas tais fotos poderão ser vistas 
AQUI
To be continued!
Agradeço a visita... e comentário!
UM ABRAÇO!

sábado, 15 de junho de 2013

Cheguei!!!

Já estou em casa!!!
Uma bela semana sobre as ondas e pelo ar... ainda com a sensação de continuar baloiçando.
Uma mala nossa foi viajar com outras para outro sítio... 
mas hoje de manhã entregaram-ma, intacta, à porta de casa!
Ainda não arrumei nada!
Quero agradecer as palavras sempre gentis deixadas aqui no blog pelas amigas que me visitaram.
Logo que possa mostro algumas fotos.
OBRIGADA!
O MEU ABRAÇO

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Arroz de choquinhos e bivalves

Um almoço rápido, trivial e simples... com o que havia em casa.
Nem vou explicar como fiz... as fotos elucidam.
Também não é um prato especial... nada por aí além...
é bem corriqueiro, mas quentinho e inofensivo!
 Mais um post agendado, porque estarei longe de casa...
e não levo computador.
Férias são férias!!!
No regresso a casa prometo agradecer os comentários...
se me quiserem dar o prazer de os ler!
UM ABRAÇO


sexta-feira, 7 de junho de 2013

Salada quente de camarões e arroz cozido

Um arroz de véspera deu esta salada no dia seguinte.
Quem vê o meu blogue com regularidade já reparou que eu gosto muito de
pratos exóticos.
Influência dos 7 anos que vivi em Moçambique e dos 3 meses em Timor,
sem contar com as férias em países do norte de África, da Ásia...
e muitos outros lugares por esse mundo fora!...
Não gostei da comida do Canadá, nem dos países do norte da Europa.

 Acho que a comida portuguesa é das melhores,
o que não quer dizer que não aprecie também pratos exóticos.
E aqui segue a receita oriental cozinhada com o
excelente arroz português, o carolino da lezíria do Mondego!




Acreditem que estava muito bom e foi rápido,
quer a fazê-lo... quer a comê-lo!
Vou agendar este post... e talvez o vejam quando eu estiver
fora de Coimbra.
Vamos de férias por 8 dias... aposentados em "férias"... pois!
 Depois conto e dou notícias... a 30 nós sobre as ondas mediterrânicas!
Noutra encarnação devo ter sido marinheira!!!...
UM ABRAÇO
PS: No dia do bacalhau com grão sobejou um bom bocado do peixe e com ele fiz estes pastéis. Estavam bons, mas faltou-lhes a salsa fresca... teve de ser substituída pela seca, que não é a mesma coisa!
Ainda assim foram alguns para casa da minha vizinha da frente: a minha filha mais nova.