quarta-feira, 29 de abril de 2015

Saco de retalhos

Mais um saco de retalhos... 
porque o que fiz para mim agradou por aqui!
E como os retalhos abundam... tenho de os ir utilizando.
Dum lado ficou assim...
... do outro ficou assim,
e por dentro, assim, com muitos bolsos para os perdidos!
O forro que se vê é igual à parte de cima exterior.
Lá para baixo, não se vê, utilizei um tecido muito garrido,
que não iria utilizar em mais nada, até porque é um pouco pingão!
Assim gasto-o sem assustar ninguém!!!...
Nem sei como veio cá parar! Se o comprei, devia estar louca!...
Em Espanha encontrei este pequeno instrumento,
 pelo qual me apaixonei logo que o vi e, claro, logo o adquiri.
Serve para marcar por onde irá passar o pesponto
ou para indicar onde cortar o tecido, sem o riscar com marcador.
As peritas nesta matéria devem achar que eu descobri a pólvora...
mas, com esta idade, 
nunca tinha visto pecinha tão boa para facilitar este trabalho.
Servirá para marcar no linho os desenhos por cima do papel químico,
nos bordados de richelieu ou até noutros. 
Experimentei-o aqui e, se tivesse previsto o sucesso,
teria feito o acolchoado com pespontos mais próximos.
Resulta e o tecido não ficou franzido!
Se calhar descobri mesmo a pólvora!!!...
 Muito útil e eficaz a minha velha tesoura elétrica. 
Alguém comentou que tinha uma igualzinha e não gostava. 
Eu gosto e corto direitinho sem cansar os dedos.
 Como sou muito poupadinha... e gosto de reciclar
- ainda nem se falava em reciclagens -
 e eu já guardava num saco as aparas dos tecidos, 
assim como as pontinhas de lãs dos tricôs e crochés
que irão servir de recheio de almofadas para os sofás.
Já tenho algumas assim.
 Mas esta empreitada dos sacos ainda não acabou!
Há mais três para acabar, mas por hoje já chega!
Amanhã haverá mais uma sessão de costura 
e espero investir noutra versão do modelo,
apesar de já estar cosida a parte central dos sacos.
Aceito sugestões e, claro, a vossa opinião sobre este!
UM ABRAÇO

17 comentários:

  1. Boa noite Teresinha

    Obrigada pela sua simpatia ao deixar um comentário na minha horticultura.
    Quanto aos sacos o seu exemplar está muito catita. Eu adoro sacos de pano e já agora fiquei encantada com a tal peça que vinca!!! Já tenho visto à venda mas nunca me despertou a atenção. Ainda bem que divulgou. Há sempre quem não conheça um ou outro objecto.
    Quanto às plantações de varanda são realmente limitadas mas eu tive uma tia paterna que residiu na zona da assembleia da republica até aos oitenta e tal anos e cultiva numa varanda minúscula, daquelas antigas de rua estreita. Tinha muita vaidade na sua varanda que era um encanto e que muitos turistas fotografaram. Desde tomateiro, cidreira, salsa, pimentos, alguns feijões e mistura com craveiros e não só, mais uma gaiola com um pássaro que comia pão. Essa tia foi um exemplo de vida para mim. Sou também muito ligada à terra, pois embora nascida e criada em Lisboa os maus pais sempre tiveram quintal e ainda hoje retenho alguns ensinamentos desse tempo. Lembro-me do meu pai me explicar sobre as guias que os morangueiros deitavam, como ele dizia, onde nascia uma nova planta.
    Vou visitar mais uns posts seus que decerto me vão agradar.
    Boa semana.

    Isabel

    ResponderEliminar
  2. Teresinha...o saco ficou maravilhoso...quer na escolha dos tecidos...quer no modelo!
    Já reparou que eu gosto de cores fortes e o laranja ficou lindamente!
    Quanto às peças que usa na arte de bem costurar...eu não conheço...mas imagino que sejam imprescindíveis no facilitar de tarefas!
    Vou lhe telefonar...mas pense numa segunda...para o nosso almoço!
    Beijo amigo

    ResponderEliminar
  3. Adorei o saco.
    Perfeito e com uma bela conjugação de tecidos.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. É, esse instrumento ajuda mesmo; parece com um instrumento de cozinha para cortar pastel deixando-lhe a borda decorada.
    A bolsa ficou muito bem feita.
    abraço
    Marcos

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito do saco, muito bem feito e cheio de pormenores. Tem muito bom gosto.

    ResponderEliminar
  6. Teresinha, que lindo blog, muitos trabalhos bonitos!
    Tenho, há anos, algumas amigas portuguesas, e é uma honra para mim conhecer mais uma. Portugal me encanta, me emociona, afinal, é nossa "pátria mãe". rs
    Muito bom conhecer você. Beijo!

    ResponderEliminar
  7. Olá Teresinha
    Ficou lindo esse saco. Você sempre muito criativa e caprichosa
    E como este instrumento foi de grande valia heim?
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Olá Teresinha,

    sempre nos mostrando lindos trabalhos e nos dando dicas muito boas, obrigada por repartir.
    Esta bolsa está muito linda, me encantou muito, parabéns.

    Beijinhos e bom fim de semana prolongado
    São

    ResponderEliminar
  9. Teresinha,

    Minha mãe tem essa pecinha...aqui chamamos de carretilha para costuras...é mesmo muito prática!

    Tesoura elétrica eu nunca vi...gostaria de conhecer...

    Ahhh...que bela bolsa com uma combinação de tecidinhos perfeita!

    Mais uma obra prima!

    beijinhos, tenha um lindo final de semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderEliminar
  10. Quem tem jeito e sabe fazer, realmente consegue fazer coisas muito bonitas. O saco está perfeito, feito com aproveitamento de restos de tecido, melhor ainda!
    Confesso que já fiz uns quantos, todos à mão, porque não tenho máquina de costura, mas ofereci quase todos às minhas sobrinhas, e a minha filha ficou com dois.
    Ficarei à espera para ver os outros sacos...
    Parabéns, Teresinha, muito bonito.
    xx

    ResponderEliminar
  11. É mesmo muito legal este "saco". Quem sabe, sabe e faz bem feito.
    Ri bastante de você com a carretilha de costura. Agora, me diga, o que é um tecido "pingão"? Garrido eu sei mas pingão...desfia muito?
    Fui eu Terezinha, eu tenho um tesourinha dessas e nunca me acertei com ela. :))
    Um abraço, amiga e boas costuras para você!
    Egléa

    ResponderEliminar
  12. Oi Teresinha, das suas mãos só podem sair maravilhas, adorei a composição dos tecidos e o acabamento...super costureira, rsrsrs beijosss!!!

    ResponderEliminar
  13. Teresinha,
    A última foto fez-me recordar que na minha terra havia muitas mulheres que guardavam tiras de tecidos para fazer mantas e passadeiras de retalhos que eram encomendadas às tecedeiras de fora (nada se deitava fora).
    Voltando acima. O saco é muito giro, eu tenho um em tons de azul muito parecido, até tem uns quantos bolsos também, mas comprei-o numa loja, porque não tenho qualquer jeito para costura, confesso!
    Beijinhos e bom feriado.

    ResponderEliminar
  14. Ficaram lindos esses sacos! São prova de que com pouca coisa e que muitas vezes achamos que já não servem para nada, se pode fazer coisas maravilhosas! Quem me dera ter jeito como a D. Teresinha, infelizmente o meu jeito para costura é muito fraquinho! Mas não me posso queixar pois fui abençoada com outros dons! Também gosto muito de tocar piano! Um beijinho

    ResponderEliminar
  15. Espero que estés pasando un fin de semana muy pura vida.

    ResponderEliminar
  16. Le sac est très beau bonne journée bisous Marie-Claire

    ResponderEliminar
  17. Pois olha eu tambem não conhecia essa peça e realmetne acho que deve ser util.
    Boa continuação de reciclagens..

    ResponderEliminar

Gosto muito de ler os comentários, por isso, se gostou do que viu, pode deixar a sua opinião!
Tenha um dia feliz... com muita saúde!