terça-feira, 24 de novembro de 2015

Bolo cozido no bico do fogão a gás

Na época em que predominam as maquinetas e utensílios sofisticados, 
eis a minha velhinha forma de bolos que eu não usava há muito tempo.
Quanto ao bolo, que ficou assim bonito e saboroso,
nada de especial... tão vulgar... com
farinha, açúcar amarelo, iogurte, raspa de limão... blá blá blá...
Vou é falar desta forma que faz poupar energia
sem alterar nada ao bolo.
Já a minha mãe tinha uma e esta minha é muito antiga.
Vai ao lume muito fraquinho e coze o bolo, assim, em 45 minutos.
Para quem não conhece, explico:
coloca-se este pequeno objeto no centro da diminuta chama
e por cima a forma com o bolo, fazendo exatamente como
nos bolos de forno: forma untada e aqui nem polvilhei com farinha.
Apesar da tampa ter um vidro 
por onde se pode ir vendo o ponto de cozedura, 
eu fui abrindo para vos mostrar. O bolo não se constipou!!!...
 E como podem ver neste exemplar de tecnologia avançada...
o aparelho possui uma abertura que funciona como válvula:
fechada durante o início...
 ... aberta (muito ou pouco) para que o bolo aloire sem queimar.
 Vejam como ficou lindo!
Uso muito esta forma no forno elétrico,
sem a base e sem a tampa, claro! 
Gosto muito dela porque faz um bolo de tamanho ajustado 
ao prato onde o guardo, com a respetiva tampa de vidro. 
Normalmente esses bolos a que eu chamo de fim de semana
 ficam lá poucos dias, mas é assim que os conservo 
a jeito para o pequeno-almoço e para o lanche, 
com chazinho verde da minha terra!
Ainda se vendem estas formas nos estabelecimentos
de comércio tradicional e nas feiras,
 assim como aquelas torradeiras de lata, com furinhos, 
que vão à chama e fazem umas belas torradinhas!
Qual é a pessoa que também gosta destas coisas antigas?
UM ABRAÇO

30 comentários:

  1. A forma tradicional é sempre mais saborosa e dá outro prazer a quem faz e a quem come.
    Este bolo deve ser magnifico para acompanhar com um chá.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Olá Teresinha!!
    Nossa, que bolo maravilhoso, deu até água na boca!
    Você acredita que tenho uma forma dessas, mas até hoje só utilizei para aquecer pão?
    Eu sempre fiquei com receio de não dar certo, mas sua postagem me deu coragem de usar a minha!!
    Beijos mil e lindo dia pra ti! =)
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderEliminar
  3. Só feito pelas mãos da Teresinha,
    é que poderia acontecer mesmo isso
    um bolo com a massa muito fofinha
    no bico de um fogão a gás, cozido!

    Não te esqueças de mim amiga,
    manda um bocadinho para mim
    desse bolo tão bom uma fatia
    antes da vida chegar ao fim!

    Tenha amiga Teresinha, uma boa tarde, um abraço,
    Eduardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mandaria com muita alegria
      Um bolo ainda quente!
      Quem sabe se algum dia
      Lho levo e fica contente?!

      Um abraço e uma boa noite

      Eliminar
  4. Recordo-me de há muitos anos ver uma forma dessas em casa da minha avó, uma forma velhinha, velhinha que, tenho a certeza, ela acabou por deitar fora! Não me recordo de a ter visto usar, o que é pena! Eu acho estas técnicas antigas de fazer certas coisas fantásticas! Os antigos eram muito engenhosos! Que lindo que ficou o bolo, deve ter dado muito gosto fazer e mais gosto ainda comer! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia esta forma mas achei-a muito interessante. Eu, embora jovem, também gosto imenso destes utensílios "vintage" :)
    Gulosoqb

    ResponderEliminar
  6. Que bonito que ficou! E imagino que também gostoso, é claro! Eu faço no micro-ondas, com bom resultado, mas assim no fogão, é a primeira vez que vejo alguém fazer! Nunca te acostarás, sin aprender una cosa más...
    Obrigada pela aula, Teresinha!
    Abs.
    teresa_0001@hotmail.com

    ResponderEliminar
  7. Oi Terezinha!
    Eu tenho uma forma assim, mas faz tempo que não uso,
    vou começar a fazer também. Você deu uma boa idéias!
    O bolo ficou com uma cara ótima!!
    Beijos, tudo de bom!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  8. Querida Teresinha: e que bonito ficou este bolo! Lembro-me que a minha mãe tinha uma "engenhoca" destas, mas entretanto perdeu-se ou gastou-se com o uso. Eu nunca fiz, confesso, mas achei engraçadíssima esta ideia.
    Amiga. já experimentei as bolachas de ovos estrelados. Ficaram deliciosas e desapareceram em pouco tempo.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  9. Ah, eu também tenho uma forma dessas! Mas os meus bolos saem branquinhos, esse está bem mais apetitoso. Tenho de ver o "truque" dos buraquinhos, deixo-os sempre abertos, pelos vistos tenho de os deixar fechados por algum tempo... sabe dizer-me quanto?
    Obrigada pela doce partilha, gostei muito de saber!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lete
      A partir da meia hora quando, junto da chaminé da forma, o bolo começa a dourar, abre-se um pouco o buraquinho. Depende da massa do bolo! Nos bolos ditos "finos"..., de nozes ou amêndoas trituradas, não se deve tirar a tampa... como no forno não se deve abrir a porta! Constipam-se e abatem. Mas neste tipo de bolo de guerra... ou no bolo inglês pode-se espreitar sem tampa e/ou ir regulando a abertura e até a intensidade do lume.
      Vou colocar isto lá no blog!
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Oh, obrigada Teresinha, pela generosidade: li lá e vim ler aqui! :)
      Agradeço imenso o seu cuidado e o mimo que dá às minhas meias. Só faço bolos simples: de iogurte, de laranja... sou pouco dada a cozinhados requintados. Por isso, acho que a sua ajuda vai ser preciosa!
      Beijinhos, bem-haja!

      Eliminar
  10. Não tenho,nem conhecia.
    A minha mãe tinha uma torradeira de lata, mas não sei quem lhe deu sumiço

    As fotos estão belas e "APETITOSAS"!

    Beijinhos..

    ResponderEliminar
  11. Hummm, que delícia... Teresinha, eu nunca tinha visto bolo sendo feito deste jeito, uma novidade!!!
    Beijinhossss

    ResponderEliminar
  12. A minha Mãe tem uma forma dessas, já muito velhinha. Lembro-me de a ver cozer bolos assim, no bico do fogão em vez de ser no forno. Adorei este post sobre tecnologia avançada, acredite que é mesmo avançada! E claro que gostei de ver o bolinho tão fofo e apetecível.
    Um beijo grande.

    ResponderEliminar
  13. Boa noite Teresinha, achei muita graça pois senti saudades dos bolos que a minha fazia sobre o bico de gás do fogão. Eu não tenho, mas quanto à torradeira com os furinhos tenho e uso e as torradas ficam bem lourinhas. No entanto também se usa aqui em casa a electrica.
    O bolo ficou com optimo aspecto.
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderEliminar
  14. Querida amiga, deste lado de ca, eu nunca vi fazer bolo assim, somente pudim, mas deve ser possivel também eu é quem não tem este conhecimento, de qualquer forma passei so para lhe dizer que me deu foi agua na boca peo bolo que me pareceu estar suculento!!! bjucas

    ResponderEliminar
  15. Olá Teresinha,

    tem muito bom aspeto e deve ser bem delicioso, hummm.

    Beijinhos
    São

    ResponderEliminar
  16. Bem Teresinha esse bolo tem um aspecto de comer e chorar por mais. Acho que a minha sogra tem uma forma dessas. Adoro tudo o que seja utensilios de cozinha que se usavam 'antigamente' e que nos dias de hoje são subsistidos por robôs de cozinha. Eu adoro fazer, por exemplo pudim no fogão, na panela de pressão, em pouco tempo fica feito e poupa-se bastante gás (que é o meu caso). Beijinho e agradeço-lhe as palavras generosas e muito simpáticas que deixou no meu blog ;o)

    ResponderEliminar
  17. Oi Teresinhaaa!!!! Olha eu de volta! Tive que abrir outro blog com nome, logo, cara, tudo novo e já voltei a te seguir! Te espero lá no meu cantinho de novo como seguidora que era!! Que bom poder voltar!!! Beijo grande! Vy

    ResponderEliminar
  18. Minha alma caiu de tanto espanto! Não conhecia e fiquei bem curiosa! Penso que em Coimbra ainda vou encontrar uma destas genialidades...por isso vou procurar! Bj amigo

    ResponderEliminar
  19. Que legal!! vou tentar fazer com minha forma de pudim!!
    adorei essa novidade:))

    bjinhos

    ResponderEliminar
  20. Numa das minhas idas a Coimbra vou procurar a forma e experimentar! Bj amigo

    ResponderEliminar
  21. Eu gosto de coisas antigas!! Tenho tantas coisas que algumas tive de guardar num baú antigo. Vivia em Feiras antigas e Antiquários há pouco tempo atrás.
    Hum...que bolo!!!!
    Beijos pra você, querida amiga.

    ResponderEliminar
  22. Teresinha, ainda existe à venda essas panelas.
    São realmente praticas e funcionais e a prova está à vista.
    Bom apetite! Eu fiz um de chocolate.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  23. Que saudadesssssssss, mas forma não é tãooo antiiigaa, a minha mãe tem uma, só que acho que nunca mais fez o bolo no bico do fogão. Grata por mostrar.
    Beijos e bom resto de domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula, tudo o que tenha mais de 60 anos para mim já é muuuuito antigo!!!...
      Ainda se vendem formas destas nas feiras e nas lojas de ferragens. Interessante foi saber que algumas pessoas nem a conheciam!...
      Beijinhos

      Eliminar
  24. Mmmmmmm un cake délicieu bisous Marie-Claire

    ResponderEliminar
  25. QUE BUENO!!!!
    TENGO UNA AMIGA QUE LO TIENE LE SALEN PECIOSOS.
    YO TENGO LA FLANERA ASI QUE COMPRE EN CHAVES.
    SALUDITOS Y
    FELIZ AÑO

    ResponderEliminar

Gosto muito de ler os comentários, por isso, se gostou do que viu, pode deixar a sua opinião!
Tenha um dia feliz... com muita saúde!