quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Agora... ao piano!

Fomos ao Minho, a fim de semana com a filha, genro e netas.
Quis fazer a experiência de gravar a Balada de Coimbra,
mas dá para ver como os dedos das minhas mãos 
estão enferrujados.
O mindinho, esse aí que levou 3 pontos há 2 anos...
já dá para ver como estou deixando de ser ágil!
No tricô não se nota... esse dedo não mexe nas agulhas!
No teclado... está ficando uma desgraça!!!
A gravação "artesanal" saiu assim... paciência!!!...
Prometo fazer melhor!
video

Para não haver desilusões quanto à excelente balada
que eu toco tropegamente de ouvido... indico 
AQUI 
a verdadeira e maravilhosa interpretação por Carlos Paredes, 
o homem que melhor dedilhou a guitarra de Coimbra.
UM ABRAÇO

22 comentários:

  1. As melhoras, Teresinha!
    Ciática , ouvi dizer, que é um petisco ...
    No IPAD que utilizo não condigo abrir o link que indicam
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Que mãos habilidosas! Além de lindos trabalhos em tricot, você toca piano muito bem! Parabéns!
    Abraços,
    Priscila

    ResponderEliminar
  3. Oi Teresinha... que lindas mãos, e que som lindo, eu não conhecia, parabénsss... beijosss!!!

    ResponderEliminar
  4. Música bonita, e bem tocada. Gostei.

    abraço
    Marcos

    ResponderEliminar
  5. Que lindo!! essas mãos são uma benção! Parabéns:))

    bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá amiga Teresinha: "tropegamente"? Toca muitíssimo bem e , se é assim com um mindinho avariado, imagino como seria se estivesse completamente funcional.Gostei imenso de a ouvir e fico à espera de mais.
    Espero que melhore da ciática.
    Bjs
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Lindo,lindo,quantos talentos nestas mãos!E que presente está música!

    ResponderEliminar
  8. Olá Teresinha!
    Mesmo com o dedinho "avariado", foi fantástica! Parabéns.
    Beijinho para si e cumprimentos para o Dr Fernando
    Milai

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito, Teresinha, foi uma delícia ouvir essa melodia de suas mãos. Quem foi rei não perde a majestade!
    Abs.
    Teresa

    ResponderEliminar
  10. Uauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!

    Belíssimo!

    Os meus sinceros parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Parabéns Teresinha...adorei ouvi-la ao piano!
    Há uns anos atrás também aprendi e sabia algumas músicas...mas a vida encarregou-me de não ter tempo para esta arte maravilhosa!
    Eu tenho o seu número e amanhã ligo-lhe!
    A mãe não está bem...uma série de complicações fazem com que esteja a travar uma grande batalha!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  12. Teresinha, mulher dos sete instrumentos, maravilhoso, gostei
    muito, sem favor, és uma mulher espetacular, beijo amiga

    ResponderEliminar
  13. O mindinho não fez falta, uma linda interpretação apesar de que achei a música triste. Parabéns pelo talento Terezinha, você sempre nos surpreendendo de maneira agradável. Bjs
    Joana

    ResponderEliminar
  14. Olá Teresinha, sinto-me cada vez mais em dívida com os meus visitantes, em especial consigo, mas hoje cá estou e logo para vê-la tocar piano. Parabéns Senhora Artista! Muito bom. Mesmo!
    Beijos**

    ResponderEliminar
  15. Pois sim...menina Teresa...muito bonito, mas, com a minha viola de fado...a coisa é outra! Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Teresinha , que beleza !
    DEUS dá talentos a todos; só que alguns é que os aproveitam.
    Bjs e tudo de Bom
    M.Anjos

    ResponderEliminar
  17. Gostei da musica, parabens.
    Ligia

    ResponderEliminar
  18. Gosrei da sua musica
    Ligia

    ResponderEliminar
  19. Que maravilha, amiga, estou encantada com seus talentos, um grande exemplo de aproveitamento de uma vida. Parabéns! bjinho.

    ResponderEliminar
  20. Estou devolta! Finalmente consegui reativar o meu blog. Ai D. Teresinha, soube-me tão bem ouvi-la! Faça mais vídeos! É uma excelente pianista! Adoro ouvir piano! Sabe, fui organista no coro da igreja durante 8 anos. Gosto muito de telcas, domino o órgão mas o piano não (sei tocar apenas dois minúsculos excertos ao piano). Aprendi a tocar órgão sozinha. Namorei um numa montra e implorei à minha mãe para o comprar. Apesar de ela achar que dali não sairia nada lá me fez a vontade! Aos poucos fui começando e quando dei por mim já era organista no coro! Nunca tive formação mas a dada altura tive umas aulas de música para me aperfeiçoar. Tenho o meu órgão cá em casa mas raramente toco. A saudade e a nostalgia são tantas que sempre que começo a tocar não consigo conter as lágrimas (lágrimas de boas recordações, claro)! Deixar o coro foi uma opção minha. Dantes vivia mesmo ao lado da igreja mas depois de casar fui viver para 25km mais longe. Ainda continuei algum tempo a fazer esse caminho mas pouco antes do meu primeiro filho nascer decidi que o melhor seria ficar por ali! Mas é uma grande paixão! Um beijinho

    ResponderEliminar

Gosto muito de ler os comentários, por isso, se gostou do que viu, pode deixar a sua opinião!
Tenha um dia feliz... com muita saúde!